educar-para-a-autonomia-e-a-paz 02 04 sion-no-brasil

Os Colégios de Sion incentivam o amor e o respeito ao próximo – independente de sua raça, de suas crenças ou de sua religião. Confira as ações realizadas em memória ao Dia da Lembrança – Shoah. 

Nas últimas 2 semanas, todos os alunos do 9º ano visitaram o Museu do Holocausto, em Curitiba. Esse marco em nossa história não é apenas um tema judaico, mas um assunto universal, pois faz parte da memória coletiva de toda a humanidade.

Segundo o Museu, “o holocauso compreende uma sequência diversificada e distinta de acontecimentos, muitos dos quais totalmente extremos.” Não é um assunto fácil de ensinar e de aprender, porém é extremamente necessário para que as crianças, desde cedo, compreendam que o respeito e a compaixão são as bases do relacionamento humano.

 

A Congregação Sionense acompanhou de perto este acontecimento. Muitas das Irmãs na Europa testemunharam a deportação de amigos judeus e o envio dos mesmos para Auschwitz I e II, os campos de concentração nazistas onde mais de 1 milhão de pessoas foram executadas.

 

Onde quer que estivessem, as Irmãs se dedicavam para salvar vidas, sobretudo a de crianças. Essa experiência mudou para sempre a forma como a Congregação até então expressava a sua vocação, fazendo com que as Irmãs aprofundassem as suas buscas espirituais.

 

Nas duas décadas seguintes, elas se convenceram de que o diálogo e o relacionamento com o povo judeu era indispensável – tanto é que muitas se desligaram dos Colégios para seguir com seus estudos em Sagrada Escrita, teologia e língua hebraica, tanto em seu próprio país como em Israel. Nesses locais, as Irmãs fundaram “Centros” onde os cristãos podiam aprender mais sobre o povo judeu e a sua religião, o judaísmo.  O objetivo dessa ação era promover palestras e discussões para derrubar barreiras passadas e  estabelecer relações de respeito mútuo e amizade entre os participantes (judeus e católicos). Logo, o combate a qualquer forma de preconceito, xenofobia e antissemitismo também se tornou importante para a Congregação.

 

Nos dias de hoje, celebramos, em memória ao Holocausto, o Dia de Shoah, que acontece no dia 12 de abril. Por 2 minutos uma sirene é acionada nos colégios, assim como acontece em Israel. Durante este tempo, alunos, professores e todo o corpo docente devem suspender, imediatamente, todas as atividades que estão realizando e manter-se em silêncio.

 

Quem assistiu à nossa transmissão ao vivo ou esteve presente no colégio sabe do que estamos falando: é um momento muito forte, que nos instiga a refletirmos sobre as nossas ações e sobre o mundo. Se queremos viver em paz e em harmonia, precisamos respeitar as diferenças e conviver como irmãos.