educar-para-a-autonomia-e-a-paz 02 04 sion-no-brasil
Alunos do 5º ano do Batel participam de manhã de autógrafos
22/01/2017 - 11:24 | Acontece no Sion

O dia 3 de dezembro foi de festa para os alunos do 5º ano do Batel. Eles participaram de uma manhã de autógrafo no espaço da Livraria e Editora Nave, a também responsável por produzir, em parceria com o Colégio Sion, o livro escrito pelos próprios estudantes durante o ano de 2016.

-

“Foi um evento agradável e informal, tendo como objetivo uma manhã de autógrafos com a família e com os professores. As crianças também receberam o livro, puderam ver a obra pronta e trocar, entre elas, autógrafos e dedicatórias”, diz a coordenadora de Ensino Fundamental I do Batel, Maria Cristina Montingelli.

Não houve ensaio e nem preparação para a sessão de autógrafos. A ideia era promover um encontro descontraído para os presentes.

O lançamento do livro serviu, ainda, como uma cerimônia de encerramento do primeiro ciclo do Ensino Fundamental. Em 2017, os estudantes vão para o 6º ano e darão início a uma nova fase na vida acadêmica.

A construção do livro

A obra literária é construída ao longo do 5º ano e tem o objetivo de marcar a conclusão de uma etapa.

“Desde o momento em que as crianças entram no Ensino Fundamental I começam a formalizar o processo de escrita e leitura. Ou seja, a alfabetização e letramento. A escrita desse livro, dessa compilação de textos, mostra a competência da criança. É uma oportunidade para dividir os recursos adquiridos durante a formação, visão de mundo, pesquisa e conhecimento”, afirma a coordenadora.

Em 2016, o livro foi desenvolvido a partir do projeto anual de sustentabilidade proposto pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). Durantes os dois semestres letivos, os alunos realizaram um estudo aprofundado sobre o tema e tiveram a chance de se questionarem a respeito de determinadas realidades. Depois, por meio da escrita, puderam comunicar as informações reunidas e conclusões estabelecidas à comunidade.

As ilustrações da publicação também foram feitas pelos autores da obra. Segundo a coordenadora, foram criadas com muita cor, capricho e criatividade, o que tornou toda a experiência muito agradável.

“As famílias, os alunos e professores ficaram muito satisfeitos com o resultado. É uma experiência de partilha com a comunidade, que faz a criança ter a sensação de participação no mundo, além de firmar seu compromisso com a pesquisa e a aprendizagem”, completa.

Tags: ,

Comente

*Campos Obrigatórios