educar-para-a-autonomia-e-a-paz 02 04 sion-no-brasil
Café com Saber: uma ferramenta para os pais
07/12/2017 - 02:58 | Acontece no Sion

.

O Sion promove diversas atividades que ajudam e facilitam a integração dos pais na educação dos filhos. Uma delas é o Café com Saber. O projeto incentiva a presença dos pais e familiares de diversas formas: por meio de vivências com os filhos no período de aula, em rodas de conversa sobre temas de interesse – desenvolvimento infantil – e até em palestras com profissionais que podem auxiliar as famílias nas dúvidas do cotidiano.

Nesse ano, uma das experiências foi a presença dos pais num período da classe de alfabetização junto com seus filhos. “Chamamos as famílias para compartilhar as conquistas e o momento que os alunos estão vivendo. Depois, organizamos um bate-papo para dividir experiências e dúvidas. Especialmente nesse caso, nós falamos sobre o processo de aquisição da leitura e escrita, que é o momento em que os alunos se encontram”, explica Maria Cristina Montingelli, coordenadora do Ensino Fundamental 1 do Batel.

“As famílias compartilham suas experiências e podem minimizar os questionamentos comuns de cada momento do desenvolvimento de seus filhos. E entre pares, isso é muito mais enriquecedor. Por isso, é importante que o formato do Café com Saber não seja sempre de palestra e sim, uma troca de experiência. Outro benefício destes encontros é a oportunidade de se aproximar do grupo de pais da sala de seu (sua) filho (a),” completa Maria Cristina.

Kátia Beltrami, coordenadora do Ensino Infantil do Sion Batel, diz que os responsáveis também se envolvem nas atividades. “No Jardim II, por exemplo, os pais partilharam o trabalho dos professores , que é ajudar a criança a identificar, reconhecer e fazer a grafia da vogal que ela está trabalhando”, aponta. Os alunos realizaram a análise do som, uma atividade de desenvolvimento da consciência fonológica, especialmente com as vogais. “É importante que os pais vejam como as crianças trabalham, porque vivenciam a rotina e compreendem melhor quando o filho e a professora explicam o que acontece em sala. Assim, os adultos têm a oportunidade de ver o que está acontecendo e também ajudar da melhor forma possível”, acrescenta.

No Batel, a atividade teve uma recepção positiva dos pais. Luciana Stringhini, mãe da aluna Valentina Stringhini Santos, compartilha o diferencial identificado: “Ela (Valentina) é muito curiosa. A educação personalizada que a escola oferece não só trabalha com as dificuldades, mas ainda estimula as atividades em que ela tem mais facilidade”. Como Luciana, a mãe de Giulia Aires, Shirley Carvalho, também aprendeu com a experiência. “Deu para perceber a facilidade com que os alunos estão aprendendo as vogais e aplicando-as no dia a dia. Também percebi que é importante que nós, pais, tenhamos a prática de estimular e despertar neles a curiosidade de descobrir.”

As mães do Solitude também fizeram seus comentários! Simone, mãe de Noah, também atribui o sucesso dessa abordagem à metodologia Montessori. “O Sion vê a criança como única na sala de aula. Eles enxergarem meu filho como um indivíduo, respeitando o ritmo dele, é essencial.” Vanessa, mãe da aluna Julia, ainda completa: “Eu gosto muito dessa proximidade que me permite chegar na escola e ver o que minha filha está aprendendo. A alfabetização é o momento mágico da educação, porque tudo que vem depois, seja matemática, história ou geografia, depende de uma boa alfabetização.”

Tem alguma boa experiência com o Café com Saber? Compartilhe com a gente nos comentários!

Comente

*Campos Obrigatórios