educar-para-a-autonomia-e-a-paz 02 04 sion-no-brasil
Da palha ao ouro. Coordenação e associados de Sion participam de retiro espiritual
22/01/2017 - 11:53 | Acontece no Sion

A coordenação e os associados de Sion estiveram reunidos durante três dias no Colégio para participar de um retiro espiritual, com o tema “Da palha ao ouro, superando o pecado”. Conduzidos pela Irmã Maureena, os presentes puderam assistir palestras, fazer parte de atividades em grupo e momentos de reflexão na última programação direcionada à equipe no ano de 2016.

 

-

O curso, realizado entre os dias 12 e 14 de dezembro, na sede do Batel, teve como proposta ajudar os participantes a entenderem como extrair lições dos pecados cometidos e transformar as experiências difíceis em uma aprendizagem para o crescimento humano e espiritual.

“A Maureena é uma pessoa iluminada. Uma Irmã de Sion com uma abertura e maneira especial de ver as coisas. Houve uma visão positiva do fato, pois muitas vezes pecamos e já pensamos em aspectos negativos. E ela traz uma perspectiva diferente”, explica Juliana Boff A. Cruz, coordenadora do Ensino Fundamental II no Solitude.

Para trabalhar com o tema, a Irmã decidiu explorar a história de pessoas bíblicas, como Eva, Abraão e Tamar e, ainda, apresentar filmes não religiosos. As obras escolhidas foram “Crimes e pecados”, de Woody Allen, “Vermelho e o Negro”, de Stendhal, e “Philomena”,  de Stephen Frears.

“Ela usou esses filmes para promover a discussão e reflexão sobre determinados personagens em relação à transformação sofrida por meio das atitudes que tiveram. Foi um retiro muito dinâmico, esclarecedor, com ideias de vanguarda. Trouxe um olhar libertador diante dos pecados”, explica Juliana.

A Ir. Maureena também explicou as etapas vividas pelas pessoas para superarem o erro. Primeiro vem o arrependimento. Na sequência, o reconhecimento do pecado, seguido pelo sentimento de remorso por ter tomado uma atitude capaz de interferir negativamente em alguma situação ou na vida de outra pessoa. Por último, a reparação, ou seja, a determinação em mudar de comportamento para proceder de uma forma diferente no futuro.

“Foi possível perceber que o retiro tocou profundamente os participantes. Foi uma proposta que fez todos pararem para pensar sobre a maneira como vivem. Nesta época de final de ano foi essencial a parada para renovar o fôlego e a espiritualidade. Assim, podemos fechar 2016 com chave de ouro e começar o novo ano com a perspectiva de transformar a palha em ouro”, declara a coordenadora.

 

Tags: , , ,

Comente

*Campos Obrigatórios