educar-para-a-autonomia-e-a-paz 02 04 sion-no-brasil
Princípios para educar crianças felizes com o Método Montessori
16/06/2017 - 10:06 | Educação
metodo-montessori-sion-curitiba

.

O método idealizado e criado por Maria Montessori valoriza a autonomia das crianças e investe na liberdade como forma de educar. Segundo a criadora, o ponto mais importante do método está na utilização dos materiais para libertar a verdadeira natureza do indivíduo, a fim de observá-lo e compreendê-lo, para que a educação seja desenvolvida com base na evolução da criança. Confira os dez princípios do método, que podem ser utilizados tanto na escola como em casa:

1. Ambiente e ordem: Maria Montessori defendia que as crianças têm maior facilidade de aprender em um ambiente organizado e que podem fazer parte do processo de organização desse ambiente. A responsabilidade ajuda no amadurecimento;

2. Movimento e aprendizagem: a criadora do método acreditava que no processo de aprendizagem era necessário que a criança se concentrasse em atividades que utilizassem as mãos, como empilhar blocos, a fim de entender a importância da concentração e da coordenação;

3. Livre escolha: a liberdade de escolha não significa fazer o que quiser. Maria Montessori defendia que na liberdade de escolha consistia o mais importante processo mental humano, que é ensinar a criança a saber optar pela escolha coisa;

4. Estimular o interesse: a criança tem mais facilidade em aprender se está em um ambiente estimulante. Música, livros diferentes e a possibilidade de personalizar objetos são alternativas para estimulá-la;

5. Recompensas: Maria Montessori não defendia uma educação baseada em prêmios e punições. Ela acreditava que a melhor recompensa para a criança era ter conseguido aprender uma coisa nova com autonomia, graças a sua curiosidade e força de vontade;

6. Atividades práticas: as atividades práticas são importantes para ajudar no estímulo dos sentidos: tato, visão e audição;

7. Interação com crianças de diferentes idades: algumas atividades, como desenho, jardinagem, esportes e brincadeiras, podem ser realizadas dentro de um grupo misto para que elas aprendam umas com as outras. Maria Montessori acreditava que isso era um estímulo para a aprendizagem;

8. Importância do contexto: de acordo com o Método Montessori, os temas e os conceitos que são aplicados nas aulas devem ser colocados no contexto certo e com exemplos concretos. Dessa forma, fica mais fácil entender;

9. O papel do professor: Maria Montessori acreditava que o papel do professor é o de gerir e facilitar as atividades dos alunos, auxiliando no processo de aprendizagem que a criança pode alcançar sozinha;

10. Independência e autodisciplina: o grande diferencial do Método Montessori é encorajar as crianças a desenvolverem a independência e a autodisciplina. Com o passar do tempo, elas vão aprendendo a reconhecer quais são as suas preferências e qual o estilo de aprendizagem que elas preferem.

O Método Montessori é incrível. Não acham? Ele também pode ser aplicado para estimular os sentidos das crianças. Um exemplo é o pote da Calma! Conheça mais detalhes clicando aqui.

Comente

*Campos Obrigatórios