educar-para-a-autonomia-e-a-paz 02 04 sion-no-brasil
Sion pelo Mundo – Turquia
23/02/2018 - 02:04 |

.

A história do Sion Turquia começa antes mesmo da fundação do atual país. Durante a vigência do Império Otomano, em 1856, onze Irmãs da Congregação Nossa Senhora de Sion chegaram à cidade de Istambul e, em apenas um mês, abriram oficialmente as portas do chamado Pensionato Notre Dame de Sion, sendo a primeira escola que oferecia ensino médio só para meninas do Império.

Inicialmente, os estudantes vinham apenas de famílias cristãs e, depois de alguns anos, meninas judias também começaram a ser bem-vindas. A instituição começou a ser reconhecida por sua qualidade pelo alto escalão dos políticos do Império, incluindo o Sultão do país, que pediu que suas filhas fossem matriculadas no Sion. Elas se tornaram as primeiras muçulmanas a estudar no colégio em 1863.

Com o início da Primeira Guerra Mundial, as Irmãs francesas voltaram ao seu país de origem e a escola foi fechada. Durante o conflito, sua estrutura foi utilizada como um misto de colégio de engenharia com um hospital. A escola Sion foi reaberta em 1919, após o término da guerra, que também marcou o fim do Império Otomano.

Das sombras do Império, surgiu a República da Turquia e, com ela, uma das figuras mais importantes da história do país: Mustafa Kemal Atatürk. O primeiro presidente turco reconhecia a qualidade do Colégio Sion e, por isso, matriculou suas filhas adotivas na instituição.

Com o passar dos anos, várias mudanças no colégio começaram a acontecer. Crianças carentes passaram a dividir os corredores com as crianças mais ricas, a Congregação escolheu um conselho para tomar conta do colégio e, por fim, em 1996, a escola passou a aceitar alunos do sexo masculino. Hoje, cerca de 600 estudantes e 70 professores fazem parte do Ensino Médio do Colégio Sion Turquia.

 

Visite o site do Sion Turquia: https://www.nds.k12.tr/  (Conteúdo em turco e francês)

Comente

*Campos Obrigatórios